Norte   Sul   Centro-Oeste   Nordeste   Sudeste
Selecione a região acima para ver os municípios de cada Estado no gráfico.
O gráfico de dispersão mostra qual é a relação entre duas variáveis. Neste caso, cada um dos pontos representa um município. Eles seguem uma diagonal, o que mostra que quanto maior a taxa de cobertura do Bolsa Família, maior foi a votação da presidente Dilma Rousseff (PT) no 1o turno de 2014. O tamanho das bolhas representa a população de cada município, em números absolutos.

A distribuição dos municípios pelo gráfico revela diferenças regionais no Brasil. As cidades do Nordeste estão localizadas mais à direita e para cima, ou seja, têm maior parte das suas famílias recebendo o Bolsa Família e também votou em maior proporção para Dilma que no Sudeste, por exemplo. A concentração de bolhas maiores no canto inferior esquerdo mostra como as capitais e grandes cidades dependem menos do programa e não votaram na candidata do PT.

É interessante perceber, porém, a mesma relação entre Bolsa Família e voto na Dilma se repete dentro das próprias regiões - mesmo no Sudeste, onde Dilma teve menos votos, ela foi melhor nas cidades em que mais pessoas dependem da transferência de renda. O contrário também aconteceu no Nordeste - ela foi pior nas cidades em que menos famílias proporcionalmente recebem o benefício social.